Quantas fontes de venda você possui para o seu negócio?

Qual é o seu Plano B? Se você empreende e usa a internet para obter leads e clientes para o seu negócio, certamente conhece aquela frase “não deposite os ovos numa única cesta”.

A pergunta que fica é: como você organiza a sua divulgação para que não dependa de uma única fonte de vendas?

Solução para ontem!

Frequentemente recebemos aqui na agência solicitações de orçamento para desenvolver um novo site ou corrigir vulnerabilidades para ontem!

Por exemplo: o site foi hackeado e o Google bloqueou os anúncios. Então, esses empreendedores ficam desesperados porque todo o fluxo de vendas foi afetado.

Se esses empreendedores tivessem outras fontes de tráfego, o impacto já não seria tão negativo.

Antecipação

Um dos segredos tanto para a vida quanto para os negócios é a antecipação. Estar preparado para os mais diversos cenários faz parte da máxima “Seja estratégico”.

 

Invista em diversas fontes de tráfego para que o seu marketing não dependa exclusivamente de um único canal.

Quais são as opções?

A internet é muito democrática e oferece diversos meios para uma marca conquistar posicionamento. Algumas opções são amplamente utilizadas, outras envolvem mais criatividade e inovação por parte dos envolvidos.

Avalie que todas as dicas abaixo são apenas sugestões.Vale lembrar que o cenário digital é altamente dinâmico e soluções que funcionam hoje talvez não performem tão bem num outro momento.

Acima de tudo, estude qual a real finalidade de cada ação para o seu negócio. Não adianta sair copiando o que os outros estão fazendo se não ficar claro qual o seu propósito e as suas metas.

Vamos listar algumas das soluções mais comuns para você avaliar:

# Tenha campanhas patrocinadas no Google

O Google é o maior buscador dos últimos tempos, protagonizando estratégias PPC. Ou seja, pagar por clique. Os usuários que chegam até o seu site por meio do Google Ads normalmente são aqueles usuários do fundo do funil de vendas. Ou seja, pessoas que já decidiram que desejam comprar e, por isso, clicam nos resultados que aparecer na frente para cotar ou comprar.

# Campanhas patrocinadas no Bing

O Bing Ads acompanha a mesma lógica do Google. Estamos considerando o Bing justamente pensando na lógica da diversificação. Talvez alguma palavra-chave do seu interesse seja mais barata e renda bons cliques por meio do Bing Tudo é uma questão de validar e mensurar, escalando seu investimento aonde for possível colher bons resultados.

# Anúncios  no Facebook

O Facebook reúne uma ampla gama de dados sobre os usuários, o que pode tornar uma campanha altamente segmentada. Nem sempre o seu cliente está buscando pelo seu serviço no Google, mas se você conseguir impactá-lo através do Facebook, é possível convertê-lo em um poderoso lead.

O Facebook é muito utilizado em campanhas de Inbound Marketing, assim como abre espaço para objetivos específicos como: aumento do reconhecimento da marca, promoção de página, divulgação de produtos/serviços, promoção visando tráfego para loja física, dentre outras opções.

# Pesquisas orgânicas dos sites de busca

Nas campanhas pagas, você precisa ter verba para comprar os cliques.

Já nos resultados normais, você não precisa pagar por clique. Contudo, os frutos dessas estratégia são colhidos mais a médio/longo prazo.

Para se posicionar na busca orgânica, é necessário investir em SEO. Na categoria Marketing em Sites de Busca, publicamos diversos conteúdos a respeito. São diversas estratégias implementadas para um site ganhar destaque na busca orgânica.

# Parcerias com outros sites e portais

Existem diversos portais com alto volume de tráfego, de modo que você também pode considerar anunciar tanto neles quanto em diretórios bem posicionados.

Ainda, é possível fazer parcerias de guest post, o que fortalecerá a presença da marca e ainda beneficiará o SEO por meio de uma estratégia conhecida como Link Building (ou seja, construção de links externos na web).

#  Gere conteúdo orgânico nas suas redes sociais

Alimentar as redes sociais é fundamental para manter a sua marca inserida no mercado digital. Você não precisa necessariamente estar em todas as redes sociais existentes, mas pode identificar as que melhor se comunicam com o perfil do seu negócio e fortalecer o seu posicionamento por meio dela.

# Diversifique

Conclusão: não dependa de um uma única fonte de tráfego. Quanto mais diversificado, menos afetado  será o seu negócio em casos de imprevistos.

Você não precisa se desesperar achando que precisa agir logo e firmar sua posição em todas as estratégias possíveis e imagináveis. Não é esse o ponto!

O que é altamente recomendável é não se contentar com apenas 1 opção de divulgação, mas sim crescer gradualmente, explorando novas formas e soluções de marketing na medida em que se consolidar numa delas.

Sua campanha no Google está performando super bem, aumentando seu faturamento de forma crescente? Ótimo, que tal experimentar o Facebook Ads? Como está o seu marketing de conteúdo? O que você está fazendo para atingir clientes que ainda não sabem que precisam da sua solução? Perceba o universo de possibilidades e reflita qual a sua participação.

Qual a principal fonte de tráfego para o seu site? Vc está preparado se ela tiver algum problema?

Responda nos comentários abaixo se essa dica foi útil para você e compartilhe com os empreendedores com quem você se preocupa. Informação é dos ingredientes que separam os vitoriosos dos demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *